Doenças do Nariz

Rinite Alérgica

A rinite é uma inflamação crônica da mucosa nasal, causada pelo contato com alérgenos em pessoas predispostas a desenvolver doenças alérgicas. A rinite alérgica não tem cura, mas tem controle.

Pode surgir em qualquer idade, mas é mais frequente em crianças. Acomete 30% da população. Quando os pais apresentam rinite alérgica, seus filhos tem 80% de chance de também ter a doença.

A rinite pode piorar com as mudanças de temperatura. Os principais alérgenos associados à rinite são: poeira, ácaro, mofo, pêlo de animais e pólen.

Os principais sintomas da rinite são: obstrução nasal, coceira no nariz, olhos e garganta, espirros, e corrimento nasal claro. Estes sintomas podem aparecer sozinhos ou em associação.

Como Prevenir a Rinite Alérgica – Medidas de Controle Ambiental

- A casa do paciente alérgico deve ser arejada, ensolarada, devendo-se evitar a permanência do paciente em locais úmidos e pouco ventilados.
- O quarto deve ter atenção especial. Não se pode esquecer que cerca de 8 horas por dia são passadas nele.
- O controle ambiental é parte importante do tratamento do paciente alérgico.

Como posso tratar?

Controle ambiental:

• Evitar tapetes, carpetes e cortinas no quarto de dormir. Dar preferência a pisos laváveis e cortinas do tipo persianas ou de material que possa ser limpo com pano úmido
• Camas e berços não devem ser colocados justapostos à parede
• Combater mofo e umidade, principalmente no quarto de dormir
• Evitar bichos de pelúcia, almofadas, caixas de papelão e estantes de livros no quarto
• Evitar travesseiros de fibra natural ou penas. Usar os de espuma, sempre que possível revestido em material plástico ou impermeável
• Utilizar capa impermeável (napa ou similar) no colchão que possa ser limpa com pano úmido
• Evitar vassouras, espanadores e aspiradores de pó comuns. Passar pano úmido diariamente na casa ou usar aspiradores de pó com filtros especiais 2x/semana
• Afastar o paciente alérgico do ambiente enquanto se faz a limpeza
• Dar preferência às pastas e sabões em pó para limpeza do banheiro e cozinha
• Evitar talcos, perfumes, desodorantes, principalmente na forma de sprays
• Evitar banhos extremamente quentes. A temperatura ideal da água é a temperatura corporal
• Evitar animais de pelo e pena, especialmente no quarto e na cama do paciente
• Animais de estimação ideais para crianças alérgicas são peixes e tartarugas
• Caso não seja possível evitar os animais de pelo estes devem tomar banho pelo menos uma vez por semana e não devem de forma alguma permanecer no quarto de dormir
• Evitar desinfetantes e produtos de limpeza com odor forte
• Evitar inseticidas em spray nem do tipo espiral, mas exterminar baratas e roedores pode ser necessário
• Não fumar e nem deixar que fumem dentro de casa e do automóvel
• Verificar periodicamente as áreas úmidas da casa como banheiro (cortinas plásticas do chuveiro, embaixo das pias, etc.) e cozinha para evitar o aparecimento do mofo
• As roupas de cama e cobertores devem ser lavadas e secadas ao sol ou em ar quente antes do uso
• Dar preferência à vida ao ar livre. Esportes podem e devem ser praticados
• Agentes químicos podem ser usados para matar os ácaros ou desnaturar as partículas alergênicas. É necessária a reaplicação dos acaricidas a cada 2 meses. No Brasil estão disponíveis apenas o benzoato de benzila e ácido fênico a 3%
• Desumidificadores do ar ajudam a controlar a umidade relativa do ar, porém ressecam muito o ambiente, podendo provocar crises de tosse irritativa e conseqüentemente piora e/ou desencadeia uma crise de asma. Atualmente, existem aparelhos elétricos para reduzir a umidade relativa do ar que controlam a umidade desejada (por exemplo, umidade em torno de 50%) e com isto não ressecam o ambiente.

Referência: III Consenso Brasileiro sobre Rinites. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. S 75(6) 2012.